Blog 17/09/2018

Com avanço no Ideb, Benevides (PA) desponta como referência

Instituto Natura está presente no município, em apoio à educação pública

Com a divulgação do Ideb (Índice de Desenvolvimento na Educação Básica) recentemente, uma cidade do Norte-Nordeste consolida sua trajetória de avanços na educação. Benevides, no Pará, teve o melhor desempenho do estado no Ideb, alcançando 6,2 no Fundamental I. O resultado para esta etapa de ensino é bastante acima da meta traçada pelo município (4,9) e pelo Ministério da Educação (6,0) e da nota de 2015 (5,4). Os índices também foram superiores aos obtidos pelas redes públicas estadual e nacional, que foram respectivamente 4,5 e 5,8.

Um dado que corrobora com este resultado é a melhora dos níveis de proficiência dos alunos desta etapa de ensino, tanto em Língua Portuguesa quanto em Matemática. Segundo os dados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), entre os anos de 2015 e 2017, o percentual de alunos do 5º ano que apresentam nível avançado de aprendizagem em Língua Portuguesa passou de 12,55% para 20,24%. Já em Matemática, o avanço foi de 6,46% para 17,29%.

Dados do Saeb também mostram que houve redução do percentual de alunos de 5º ano que apresentaram nível insuficiente de aprendizagem entre 2015 e 2017. Em Língua Portuguesa a queda foi de 9,15% para 7,72%. Em Matemática, o declínio foi de 17,19% para 10,14%. Para o Fundamental II, a cidade conquistou nota 5,1, se colocando também na melhor posição do Pará. Mais uma vez, o índice também foi superior aos obtidos pelas médias estadual e nacional de escolas desta mesma etapa de ensino, que foram respectivamente 3,3 e 4,7.

O segredo para um desempenho exitoso, segundo a Secretária Municipal de Educação, professora Leila Freire, não envolve fórmula mágica. “É necessário fazer o básico com responsabilidade e compromisso e, em primeiro lugar, o óbvio: oferecer todas as condições essenciais para garantir o direito dos alunos de estar na escola e de fazer aprendizagens com qualidade educativa e social”, explicou a professora.

A secretária ainda destacou o fato de contar com um bom planejamento, elaborado desde o ano de 2013, e que recebe o nome de Programa “Benevides à Escola”. Neste, duas de suas metas estão diretamente relacionadas com a melhoria da aprendizagem dos alunos: “Toda criança lendo e escrevendo até os sete anos de idade” e “Melhoria dos índices de aprendizagem dos alunos em todas as séries”.

O Instituto Natura, por meio do projeto Rede de Apoio à Educação, apoia a gestão da pasta desde 2013, com suporte para elaboração de currículo, avaliações da aprendizagem e formações de professores. Desde 2015, por exemplo, o projeto financia a realização de duas avaliações de aprendizagem por ano, para todas as etapas do ensino fundamental. Em 2017, foi iniciada também a avaliação de fluência em leitura dos alunos em fase de alfabetização. Com base nos resultados dessas provas, um conjunto de estratégias tem sido adotado pela Secretaria, em consonância com as necessidades de aprendizagem dos alunos: formação de assessores pedagógicos e professores na elaboração de sequências didáticas, realização de oficinas para a implementação de estratégias da Comunidade de Aprendizagem (como as tertúlias literárias), programa de reforço escolar contínuo, além da adoção de rituais de governança na equipe de gestão da pasta, o que fortalece a capacidade de atuação destes profissionais na rede.

“Esses resultados positivos são indicadores de que nosso trabalho, ao lado de nossos parceiros, faz a diferença e contribui para um Brasil com educação de qualidade”, conta a gestora de projetos do Instituto Natura, Márcia Ferri.